Notícias

24-05-2016

Sistema Antifraude começa a ser instalado nos ônibus do Estado

Tecnologia voltada para defesa dos direitos dos passageiros e já utilizada em outros segmentos, o reconhecimento facial começa a ser implantado no sistema de transporte por ônibus do Rio de Janeiro. Algumas empresas da capital e da Região Metropolitana já estão testando o sistema e a RioCard TI trabalha nos resultados preliminares obtidos com as primeiras câmeras já instaladas.

A implantação da tecnologia está sendo realizada de forma gradativa e deve ser completada até o final de 2016. Ao todo serão mais de 20 mil câmeras instaladas em toda a frota do Estado. O investimento é de responsabilidade das próprias empresas, que esperam diminuir o volume de fraudes, com a utilização indevida de cartões de gratuidade e Bilhete Único por pessoas que não têm o direito garantido por lei. Estima-se que aproximadamente 20% das viagens gratuitas sejam feitas por pessoas que não possuem o benefício.

Até o fim de maio, oito empresas estarão ampliando os testes com os equipamentos e 500 câmeras estarão a bordo dos ônibus. Na sequência, outro lote de mais 500 câmeras deve ser colocado em operação. A partir daí, de acordo com o recebimento de mais equipamentos por parte das empresas, as equipes da RioCard TI vão providenciar a instalação das mesmas.

Em pleno funcionamento as câmeras são capazes de captar até oito imagens do passageiro que usa o cartão. A melhor imagem é armazenada e extraído o FIR – sigla que significa o reconhecimento da face, feito por um “mapeamento” de pontos específicos de cada rosto, como a distância entre os olhos, nariz e boca, por exemplo. Esse processo permite a análise e identificação, mesmo que haja variação de ângulo ou sejam usados acessórios como óculos ou bonés.

Com o Sistema Antifraude instalado, será possível fazer o cruzamento das informações contidas no cartão eletrônico com o cadastro de cada titular. Caso sejam detectadas não conformidades estão previstas sanções conforme a lei nº 7123, de dezembro de 2015. As punições serão definidas pelos órgãos reguladores dos benefícios, neste caso, secretarias de Estado e Municipal de Transportes e secretarias de Educação, além da Controladoria Geral do Bilhete Único.

materia-antifraude1.png

materia-antifraude2.png

< Voltar para a página de Notícias
Página Anterior      Próxima Página